06/07/2011

Dezoito

 Maioridade em geral é o sonho de qualquer jovem que quer liberdade. Eu nunca tive esse sonho, nunca fiquei ansiando pela maioridade, parecia que quando esse dia chegasse aí sim seria posto um fim na minha liberdade. Acho que é um pouco verdade, pois não posso ficar me dando ao luxo de somente fazer o que gosto, ainda não tenho condição de viver de teatro e livros. Tenho que me adequar a um mundo que sempre existiu e sempre foi do mesmo tamanho, mas a meu ver acabou de se surgir e se expandir. Burocaria, capitalismo, contas, vencimento são palavras que até então não faziam parte de meu dia a dia. Vejo tudo da calçada alto com curiosidade e medo. Sei que precisarei a atravessar a rua e nem sempre poderei desviar do que me aborrece. Entretanto eu sempre achei que seria diferente. Talvez seja diferente, mas vivo num mundo igual e por isso é necessário entendê-lo também. Dois mundos são difíceis de ser controlados na prática, mas na teoria dá certo. Ainda bem que não estou sozinho.

xDan

Um comentário:

Lianah disse...

Eu ansiei pela maioridade e me esqueci que com ela as responsabilidades vem. Estas palavras: contas, vencimentos... hoje fazem parte da minha vida. Aos 21 anos já consigo entender quando meus parentes e amigos mais velhos diziam: "Quando chegares nesta idade vai sentir saudades da infância" E sinto saudades da minha infância. Mas por outro lado gosto de viver o hoje com todas estas responsabilidades, porque em muitos momentos consigo esquece-las, quando estou do lado daqueles que amo aproveitando o lado bom de ser maior de idade...

xD